ACESSE O SITE DA IGREJA CRISTÃ MARANATA E CONHEÇA MAIS SOBRE A OBRA DO SENHOR.
www.igrejacristamaranata.org.br

25 de outubro de 2010

O livro do profeta Daniel é de um conteúdo profético extraordinário. Quanto mais se lê, mais despertamento a respeito dos tempos do fim. Observa-se no início do império gentílico, que foi visto através de uma estátua, cuja cabeça era de ouro, tempo do Império Babilônico, e Nabucodonosor era seu representante; depois do ouro, veio a prata, o bronze, o ferro, e termina com uma liga de ferro e barro. Vê-se claramente que a qualquer momento esta estrutura desabará e dará lugar ao reino milenar do Senhor Jesus.
“Os entendidos pois resplandecerão como o resplendor do firmamento; e os que a muitos ensinam a justiça refulgirão como as estrelas, sempre e eternamente. E tu, Daniel, fecha estas palavras e sela este livro, até ao fim do tempo; muitos correrão de uma parte para outra, e a ciência se multiplicará.” (Dn 12:3-4).
A PROFECIA SE CUMPRE




Bem, mas qual o motivo deste assunto?
Despertar-nos para fatos que estão diante de nós, se cumprindo a cada instante e dizendo-nos: os reinos deste mundo chegarão ao seu fim. E para onde iremos?
Sempre, em qualquer época, haverá “entendidos”, como Daniel fala aos que estão se preparando nesta hora para dar o ensino da Palavra de Deus aos que querem uma vida que vale a pena ser vivida e que os levará à eternidade com Deus.
Em seguida Daniel adverte quanto aos sinais claros da proximidade do “fim dos tempos”: “… muitos correrão de uma parte para outra …” (Dn 12:4).
Isto é visto diariamente, quando grandes aeronaves se deslocam de um continente a outro, em viagens que atingem velocidades extraordinárias.
“… A ciência se multiplicará.” Em todos os setores esta multiplicação se vê e cresce diariamente. Na matemática, cálculos feitos, precisos, para envio de aeronaves aos planetas, bases espaciais feitas, controle deste universo através de satélites, de foguetes espaciais;
Na medicina, transplante de órgãos, descobertas de remédios que curam doenças antes tidas como incuráveis;
 Nos meios de comunicação, a telefonia celular, o computador, ligado a eles a Internet, a televisão que, como aparelho, apresenta novas formas, mais adequadas à modernidade.
Bem, Daniel fala a este respeito. E em que isto nos atinge?
A preocupação com nossas crianças, adolescentes, jovens, e até adultos, que podem ser envolvidos no lado perverso que estas descobertas são capazes de levar: destruição das mentes, da vida, e a morte espiritual, quando o empenho de Deus é dar ao homem vida eterna.
“O jovem entregue a si mesmo envergonha a sua mãe.” (Pv 29:15). Aquilo que nos cerca, que está muito perto de nós, tem que ser observado e orientado, a fim de que não resulte em vergonha.
O desenvolvimento da ciência é sinal do fim dos tempos e deve ser usado para bem e não para o mal.

Telefone Celular
É bom, mas há de se ensinar como usá-lo, porque ele age diretamente dentro do ouvido.
Ouvi de pais que viram atitudes perversas, dissimuladas, nos filhos, vindas de amigos,  que usavam o celular para marcar encontros em lugares impróprios, para se mostrarem adultos; tudo em horas perigosas, e aos pais diziam estar fazendo trabalho de classe com colegas.
 Telefones celulares com jogos que não trazem nenhuma edificação: são de brigas, morte e quanta coisa se inventa para ganhar dinheiro à custa dos indefesos.
Telefones celulares, ouvido a ouvido, clicando piadas imorais, que pervertem o íntimo do ser. Horas perdidas em conversas destrutivas nos quartos fechados, e os pais pensando que estão estudando ou dormindo.

Computador
É uma descoberta tão boa que dificilmente jovens hoje conseguem emprego sem saberem usá-lo. Mas há o alerta porque é olho a olho.
O que estão vendo? Pornografia; salas de bate papo, para conversas sobre todo tipo de assunto, de encontros sexuais virtuais; apresentação, através de blogs, em que meninas se oferecem com roupas insinuantes, suas fotos são divulgadas para atrair, tudo isto um mau uso.
 Os pais que querem suas crianças  e adolescentes para Deus, querem preservá-los deste mundo de trevas, para viverem como astros que brilham o brilho do Senhor, têm que estar vigilantes.
Estamos dando pinceladas sobre estes assuntos, a fim de que os pais não se iludam, mas que orem, jejuem, pelos seus filhos e mostrem os perigos que estão escondidos nestes meios de comunicação que, mal usados, levam até à morte espiritual.
As igrejas do Senhor estão trabalhando em favor da criança, do adolescente e do jovem. Os pais recebem esta grande ajuda, um apoio que não se vê no mundo. Se puserem em prática, terão vitória sobre o mal que os quer atingir.

Televisão
A TV reflete o nível mental da sociedade longe de Deus, que não respeita mais nem sequer os horários em que as crianças estão presentes.
As novelas são baixas, a mensagem amoral, gritaria, o bater de portas, o espírito irado, falsidade, torturas, vinganças, assassinatos, os eternos triângulos amorosos, homossexualismo, tudo que teríamos horror, se acontecesse em nossos lares.
E os pais? Alguns vendo, permitindo que seus filhos vejam, participem, acham que seus filhos são maduros, não serão atingidos pelo que vêem. Grande engano. Os neurônios despertados, os pensamentos perturbados e atitudes que se manifestam de repente.
“O homem que anda desviado do caminho do entendimento, na congregação dos mortos repousará” (Pv 21:16).

C. S. Louis, em seu livro “Cartas do Inferno”, cita que toda trama contra os judeus, em que seis milhões foram mortos, foi arquitetada em salões atapetados, com cortinas ricas e mulheres e homens muito bem trajados. E neste ambiente Hitler foi usado pelo maligno para assinar estas mortes usando meios cruéis.
Como é o ambiente destas novelas? Casas suntuosas, carros de luxo, bares íntimos onde, no auge dos gritos e insultos, buscam as bebidas destruidoras, servidas por mordomos a rigor.
Neste ambiente está representado um lar, uma família que se desfaz pela insegurança, infelicidade. É o lixo da sociedade decadente.
E as apresentadoras de programas para crianças e adolescentes? Mulheres carregadas de pecado, vividas em pecado, sem compromisso com as pobres crianças, que pulam e gritam como fantoches aos seus comandos. Qual o compromisso delas para com o seu auditório? Só têm compromisso com o cheque do contrato financeiro.
A televisão tornou-se uma ferramenta na mão do adversário, e ele está sabendo usá-la muito bem. Resta que os servos de Deus saibam se defender.
Chegou às minhas mãos o relato de uma professora de uma criança de 4 anos, que havia assistido o desenho da Disney “A Espada era a Lei”, onde um mágico, chamado Merlin, apresentava-se fazendo mágicas. Passados uns dias, ele disse à sua mãe: “- Eu não preciso mais de Jesus, pois poderei resolver tudo com mágica, como Merlin”.
Mas, quanto aos tímidos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos fornicários, e aos feiticeiros, e aos idólatras e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre; o que é a segunda morte.” (Ap 21:8).
“Entre ti se não achará quem faça passar pelo fogo o seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro; Nem encantador de encantamentos, nem quem consulte um espírito adivinhante, nem mágico, nem quem consulte os mortos.” (Dt 18:10-11).
E o que a TV apresenta diariamente? Bruxarias, feitiçarias, consulta aos mortos, tudo isto proibido por Deus, nosso pai Eterno. Crianças e adolescentes não têm capacidade psicobiologia para analisar e discernir as mensagens colocadas em vídeo sem nenhuma estrutura moral.
A TV, usada sem orientação, é um mal terrível.
Poderia citar inúmeros exemplos tristes, mas o importante é que os pais tementes a Deus não entreguem seus filhos à disposição delas para destruir os sentimentos nobres que aprendem do Senhor, pela Sua Palavra.
A Obra que Deus está fazendo nesta hora que antecede a volta do Senhor Jesus é maravilhosa. Reuniões em que crianças, adolescentes, jovens, estão sendo batizados com o Espírito Santo, participam dos cultos a Deus com alegria, evangelizam e freqüentam seminários. Em 2006 tivemos, em todo o Brasil, cerca de 233.000 crianças e adolescentes que participaram de diferentes eventos.
Sejamos sábios.
“O temor do Senhor é o princípio da sabedoria …” (Pv 1:7).

Nenhum comentário:

Postar um comentário